O canto mais escuro da floresta (Holly Black)

Cof cof cof!!

Vamos tirar a poeira disso aqui?

Oi pessoal!

Ainda tem alguém por aqui? 😦 Não acredito que já tem mais de um mês desde o último post! E pior que dessa vez nem posso me dar uma boa desculpa… tudo bem que nas duas últimas semanas de aula eu estava bem enrolada com os trabalhos finais da faculdade (tive que escrever ­dois  artigos – um deles sobre Jane Austen ♥) mas a bem da verdade é que, mesmo quando entrei de férias, não escrevi nenhuma resenha porque eu estava planejando uma booktag especial que não saiu exatamente como planejei então fiquei um pouco perdida. Além disso, me inscrevi na Maratona Literária de Inverno 2017 do canal Geek Freak então estou lendo muito. Isso significa que:

    1)Em breve terei várias novas resenhas fresquinhas;

    2)Logo mais farei um post sobre a maratona e contar para vocês o que achei dessa experiência!

Agora chega de enrolação e vamos à resenha! O livro escolhido de hoje é O canto mais escuro da floresta de Holly Black. Conheci esse livro durante o Mochilão da Record 2017 – um evento promovido pelo Grupo Editorial Record que percorre diversas cidades do país para apresentar os destaques entre os lançamentos da editora – e logo de cara me apaixonei pela capa! O que, convenhamos, é totalmente compreensível. Então… durante o evento, quando ouvi os representantes da editora falarem sobre a história eu me vi completamente envolvida e percebi que simplesmente precisava desse livro! Por isso fiquei mega feliz quando um exemplar voltou para casa comigo. Infelizmente eu estava no meio da leitura da série Instrumentos Mortais e não pude lê-lo tão logo quanto eu gostaria, mas assim que finalizei a série corri para a minha estante para pegar meu lindinho!

Screenshot_20170723-091745

 

 

∴  Edição  ∴

 

Este livro foi publicado pela Galera Record em 2017 e foi escrito por Holly Black, que ficou famosa por ter escrito as Crônicas de Spiderwick. A capa, como eu disse, é maravilhosa e ainda tem um detalhe incrível na parte interna que é a continuação do desenho por dentro da orelha do livro.

Screenshot_20170723-092207

As páginas são amareladas e com ótimo tamanho de espaçamento, margem e fonte. A parte interna não possui nenhum detalhe que chame muito a atenção, somente é utilizada uma fonte diferente para alguns bilhetes que aparecem aqui e ali no decorrer da história, mas isso não faz o livro menos encantador.

Além disso, logo no inicinho do livro podemos encontrar diversas menções a histórias conhecidas como a Bela e a Fera e Doctor Who!

Screenshot_20170723-092017

 

∴  História  ∴
 Screenshot_20170723-092416

Hazel e seu irmão Ben moram na cidade de Fairfold, uma cidade fantástica onde humanos e fadas convivem em harmonia há um longo tempo. No meio da floresta que cerca a cidade existe um caixão de vidro onde um belo menino está adormecido. Ele possui chifres e orelhas pontudas e está ali desde que os moradores da cidade conseguem se lembrar (tanto que já é considerado por muitos um atrativo turístico local). Desde pequenos, Hazel e seu irmão costumavam frequentar a clareira onde estava o caixão e lá criavam inúmeras histórias sobre o garoto dentro dele.

Screenshot_20170723-093315

Até que um belo dia corre pela cidade a notícia de que o caixão foi quebrado e que o garoto sumiu. Esse fato surpreende a todos pois, por mais que várias pessoas tentassem, nunca conseguiram sequer arranhar a superfície do vidro, mas Hazel e Ben sabem o que isso significa: seu belo príncipe finalmente acordou! Imediatamente os irmãos se embrenham na floresta para ajudá-lo e com isso viverem juntos mais uma aventura na floresta repleta de criaturas mágicas.

 

 

 

Esse livro é absolutamente encantador. Mágico em diversos sentidos, fala de amor, aventura, sonhos, coragem e traição. É uma leitura rápida, leve e envolvente. Quando você menos espera está preso na rede construída por Holly Black e quase espera encontrar uma pixie ou um changeling andando por aí. Definitivamente vou querer ler todos os livros que contribuíram para a construção dessa história que foram listados pela autora nos agradecimentos.

Encontrei alguns pequenos errinhos em algumas páginas –  nada preocupante –  apenas pequenos detalhes que devem ter passados despercebidos (já que se trata de uma primeira edição) mas tenho que dizer que de forma alguma isso desmerece o livro ou o trabalho dos editores – o livro em si está impecável – eu apenas quis destacar essas ocorrências porque, como quero ser editora, elas me chamaram atenção, e também, para auxiliar a editora a consertar estas coisinhas [na remota hipótese de alguém de lá ler algo que eu escrevo(risos)].

Screenshot_20170723-092705

Bom, por hoje é só… hoje começa a segunda semana da Maratona Literária e só me restam dois livros para finalizar minha TBR e em breve falarei da #MLI2017 aqui no blog. Mas agora é a hora de vocês, leitores imaginários com quem sempre converso (culpem a Ray Tavares por essa nova loucura que eu super adotei depois de ler o livro dela): Vocês conhecem O canto mais escuro da floresta? O que acharam desse livro? Ele também entra na lista de “capas mais lindas” de vocês?

Vejo vocês no próximo post que, prometo, não vai demorar! Deixem seus comentários aqui embaixo que prometo responder todos!

Xx

 

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s